Blog do Estúdio BIM

Sustentabilidade e BIM: um futuro próximo!

Desafios como o aquecimento global, o aumento da poluição, as mudanças climáticas e o esgotamento dos recursos energéticos tornaram a sustentabilidade uma parte vital da atual indústria da AEC.

O que vem à nossa mente quando pensamos em Green BIM ou Green Building? Em termos leigos, construção verde ou algo que é “eco-friendly” (amigo) da natureza.

No entanto, para elaborá-lo, poderia ser definido como a simbiose da Green Buildings & BIM para projetos sustentáveis. Também poderia ser abordada como uma ferramenta para atingir os objetivos de sustentabilidade em um projeto.

A indústria de AEC evoluiu nas terminologias, com a mudança de “VERDE” para “SUSTENTÁVEL”, mas o que fez o BIM e a Sustentabilidade se alinharem? Desafios como o aquecimento global, o aumento drástico da poluição, as mudanças climáticas, o esgotamento de recursos energéticos, o aumento das taxas de emissões de carbono e afins tornam a sustentabilidade uma parte vital no atual cenário da AEC.

O BIM aumenta a sustentabilidade através do design de um modelo (modelagem iterativa) que armazena dados inteligentes que podem ser utilizados para realizar cálculos e simulações de energia na forma de análise para adquirir um projeto energeticamente eficiente para obter decisões ideais de projeto.

Imagine como seria vantajoso obtermos as informações prévias sobre o consumo de energia esperado de uma estrutura, decidirmos sobre os equipamentos de iluminação levando em consideração a luz solar / luz natural, antecipar os pontos quentes do edifício, etc., para que um edifício energeticamente eficiente seja construído.

Um design ou modelo eficiente e eficaz em termos energéticos, denominado tipicamente “EDIFÍCIO VERDE”, utiliza os materiais aptos, gera desperdício limitado, consome recursos disponíveis naturalmente, limitando assim o uso de recursos convencionais, gerando uma zona saudável e segura para os habitantes.

Ao conduzir:

  • Análise de luz do dia
  • Análise de aquecimento e resfriamento
  • Análise de Carga
  • Estudo Solar durante o estudo de formato da edificação.

Essas etapas podem ajudar a alcançar um modelo de energia eficiente em um estágio inicial, poupando trabalho e futuros custos de reprojeto. Ainda podemos adicionar o uso de paredes e telhados verdes, captação da água da chuva entre outras alternativas para deixar o edifício o mais sustentável possível.

Para concluir, o BIM está progressivamente oferecendo vantagens sustentáveis para a indústria de AEC. Além disso, essa adoção é incentivada atualmente por governos com mandatos (estatutos) e incentivos.

O BIM vai facilitar as coisas!

Artigo traduzido (link original)

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp